Acusado de matar homem a pauladas tenta fugir após abrir algema dentro de viatura

115
Depois de algumas horas, o mesmo foi localizado e levado para o Fórum, onde se deu continuidade a audiência.
Um homem acusado de participar na morte brutal na cidade de Xapuri ocorrido em agosto de 2017, foi levado para sua audiência de instrução e julgamento na Comarca do Município. Se acreditava que tudo iria ocorrer dentro das normalidades de sempre.

Para a surpresa dos agentes quando abriram a porta da viatura, Jossymar de Souza Laureano (19), que conseguiu (não se sabe como) abrir sua algema, saiu correndo em fuga pelas ruas da cidade, tomando rumo ignorado.

Cezário faleceu depois de quatro dias hospitalizado.

Em tempo, Jossymar é acusado de participar de um latrocínio na companhia de seu comparsa, onde resultou na morte do marreteiro Cezário Pinheiro Soares. A vítima foi morta a golpes de madeira por causa de R$ 500 reais.

No mês de setembro do mesmo ano, uma operação da Polícia Civil resultou na captura dos acusados e foram encaminhados para o presídio FOC, onde esperam julgamento e sentença.

Com ajuda de Policiais Militares, Civis e da Escolta, uma busca foi realizada pelo Bairro da Bolívia onde tentou se esconder dentro da mata. Depois de algumas horas, o mesmo foi localizado e levado para o Fórum, onde se deu continuidade a audiência.

Dia da captura de Jossymar e seu comparsa Ramon Santos Correia, pela morte brutal do marreteiro em 2017,

Segundo foi informado, os agentes tiveram ajuda de populares que avisaram e alertaram por onde passou o acusado e conseguiram localizar Jossymar. Após audiência, o mesmo voltou para o presídio na capital.

Uma investigação seria aberta para descobrir como Jossymar conseguiu abrir as algemas dentro da viatura.

REVEJA MATÉRIA DO LATROCÍNIO OCORRIDO EM 2017

Caso do marreteiro morto a pauladas em Xapuri é solucionado pela Polícia Civil