Angelim pede providências sobre a situação de disputas de terras em Xapuri

162
“É preocupante e urgente que as medidas cabíveis, no sentido de mediar essa situação e promover a paz naquela região, aconteçam”, diz deputado

Preocupado com a disputa por terra, entre seringueiros e fazendeiros, em Xapuri, o deputado federal Raimundo Angelim (PT-AC) fez um pronunciamento na tribuna da Câmara Federal, na tarde desta terça-feira, 04, denunciando a situação, que segundo relatos do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Xapuri, Francisco Monteiro de Oliveira, é tensa.

“Não podemos nem queremos reviver conflitos dessa natureza 30 anos após o assassinato do líder seringueiro Chico Mendes. Por isso, pedi que o Poder Judiciário, Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual façam a intermediação necessária, evitando assim o agravamento dessa crise que afeta aproximadamente 500 famílias da região de Xapuri”, disse.

Em nota, o presidente do STR de Xapuri relata que, com base em ações judiciais, os fazendeiros , quase sempre, ganham na Justiça o direito de expulsar posseiros antigos e históricos dos velhos seringais que ficaram fora da Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes e que lá vivem há 30, 40, 50 anos. Diz ainda que a situação se agrava e se espalha e que estão dispostos a retomar a luta dos empates, se necessário for, em defesa dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais.

“É preocupante e urgente que as medidas cabíveis, no sentido de mediar essa situação e promover a paz naquela região, aconteçam, sob pena de voltarmos a ver novo derramamento de sangue na nossa floresta”, concluiu Angelim, apelando para a intervenção das instâncias da Justiça.