Câmara de vereadores de Brasiléia discute projetos de Leis de autoria de Valadares Neto

174

Fernando Matos

O Vereador FRANCISCO VALADARES NETO (MDB), em pouco mais de um ano exercendo o papel de vereador, apresentou vários projetos de leis junto ao Poder Legislativo de Brasiléia – Acre, não tendo, contudo, até hoje os projetos sido apreciados pelos parlamentares da Casa Legislativa.

Dentre os projetos apresentados pelo parlamentar merecem destaque o projeto que estabelece regras para a utilização de cores e símbolos pela administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes do Município de Brasiléia/AC que inibe gastos desnecessários com a pintura de prédios públicos com cores e símbolos de agremiações politicas, proporcionado grande economia para os cofres públicos.

Outro projeto que merece consideração diz respeito a obrigatoriedade das empresas prestadoras de serviços no Município de Brasiléia/AC de contratarem para a realização de serviços e obras pessoas residentes no município, proporcionando redução dos índices de desemprego e proporcionado a população brasileense melhores condições de vida e, por consequência, gerando mais rendas ao Município de Brasiléia/AC.

Não mesmo importante é o projeto que proíbe a venda de mercadorias de ambulantes estrangeiros na cidade de Brasiléia/AC que tem por objetivo proteger os comerciantes de práticas desiguais de comércio, preservando os empregos de nossos cidadãos.

Outro ponto de destaque do parlamentar diz respeito ao Projeto de Lei “Preparando cidadãos” que tem por finalidade disponibilizar, de forma gratuita, a população brasileense interessada conhecimentos de direito, informática, língua portuguesa e matemática para participarem de concursos públicos.

Mesmo diante da relevância dos projetos, a Câmara Municipal de Brasiléia/AC não os colocou para discussão e votação junto ao Plenário da Casa.

Para o vereador VALADARES NETO (MDB) “o fato da não apresentação para discussão e votação dos projetos de sua autoria, sem dizer de outros apresentados, traz prejuízos a população. Passamos por um período de crise e se os projetos de minha autoria tivessem sido discutidos, com certeza, hoje estaríamos beneficiando a população de nosso município, gerando para eles empregos e estudos, bem como protegendo nossos comerciantes, pagadores de carga alta de imposto, de práticas ilegais de comércio. Infelizmente, tenho de dizer, alguns parlamentares não entendem que suas omissões não atingem ao vereador e cidadão Valadares, mas, sobremodos, a população de nosso município. Espero que nesse recesso, principalmente os vereadores da base da prefeita repesem suas posições: lembrem que estão exercendo suas funções para o povo e não para atender interesses pessoais e partidários.”.