Estudante da Ufac é acusado de agredir e jogar cadeira em colega pela 2ª vez no interior do Acre

43
Agressor diz que perdeu a cabeça durante desentendimento por causa do ar-condicionado da sala. Em junho, aluno também foi acusado de agredir outro colega.

Por Adelcimar Carvalho, G1 AC, Cruzeiro do Sul

Em menos de seis meses, o estudante da Universidade Federal do Acre (Ufac) Alexsandro Souza, de 39 anos, se envolveu em mais uma confusão no campus Floresta em Cruzeiro do Sul. Um colega de classe voltou a acusá-lo de agressão nesta segunda-feira (27).

Em junho deste ano, ele foi acusado de dar uma garrafada em um colega. Na época, ele disse que teria perdido a cabeça durante uma discussão. Dessa vez é José Cabral, de 34 anos, que alega ter sido mais uma vítima do estudante e que chegou a ter uma cadeira arremessada contra ele.

“Tudo aconteceu por causa do ar-condicionado, que ele direcionou para ele, e sem motivo arremessou a cadeira contra minha pessoa. Não sou o primeiro a ser agredido. Para mim, ele é um agressor em série. Já agrediu vários professores verbalmente e outros colegas fisicamente”, conta Cabral.

O estudante diz ainda que registrou uma queixa contra o colega de sala. A coordenação do curso diz que o caso foi informado para a administração superior da instituição. Já Souza se defende e diz que também foi agredido e alega que vai procurar a polícia.

“Na verdade, nos agredimos verbalmente e depois joguei uma cadeira contra ele e ele jogou de volta em mim. Tivemos um desentendimento devido ao ar-condicionado. Tenho problemas de pressão alta e esse rapaz disse que não sabia de onde eu tirava tanto calor. Expliquei que é um direito dele não sentir calor, mas eu não sou igual a ele. Daí nos agredimos verbalmente, perdi a cabeça e joguei a cadeira nele”, conta.

Procurado pelo G1, Ivonélio Neri, coordenador do curso de letras, diz que o caso está sendo acompanhado pela coordenação e enfatizou ainda que essa não é a primeira denúncia contra o aluno.

“Todas providências estão sendo tomadas. Registramos a ocorrência e encaminhamos para a reitoria através da subprefeitura. Quanto a essa informação de agressão contra professores, é um assunto interno da Ufac e não temos nada registrado”, explica.

O estudante que denunciou o colega está com ferimentos no braço direito e também foi submetido a um exame de corpo de delito. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.