Julio Cesar se aposenta, e Flamengo vence o América-MG

158
Goleiro faz partida segura, vê Henrique Dourado marcar duas vezes em vitória por 2 a 0 para mais de 50 mil presentes; Em campo, time e Barbieri ainda são muito questionados
Guilherme Abrahão
Julio Cesar era o foco das atenções. E quando exigido, não fez feio. Pelo contrário. Mostrou que podia prolongar o vínculo até o fim do ano. Quando exigido, foi bem. Sua despedida não podia ser diferente. Da forma que teve sua carreira.

O América-MG foi o rival escolhido para o adeus. E o Flamengo ao lado da torcida fez sua parte. Com dois gols de Henrique Dourado, o Rubro-Negro derrotou os mineiros por 2 a 0 e deu a despedida sonhada, no Maracanã com mais de 50 mil testemunhas do fim.

 ADEUS DO ÍDOLO 

Foi linda a festa que esperava o camisa 12 dentro do Maracanã. Antes da partida, Julio falou para a torcida e agradeceu por tudo. Teve seu nome gritado durante todo o jogo, até para bater o pênalti convertido por Henrique Dourado. Famoso por ser emotivo, não tinha como ser diferente desta vez. Ele chou ao ver todas as homenagens recebidas.

SEGURO EM CAMPO 
Exigido em alguns momentos, mostrou a frieza de sempre que o acompanhou em toda sua carreira. Boas saídas do gol e algumas defesas complicadas, Julio mostrou que ainda tinha lenha para queimar no futebol. Não aceitou uma proposta de renovação, mesmo em condições.

NOITE DO CEIFADOR 
A festa era de Julio Cesar, mas Henrique Dourado fez sua noite particular. Primeiro só teve o trabalho de empurrar para as redes em grande jogada de Vinícius Júnior. Depois, mais um pênalti cobrado com perfeição. E olha qu antes do início do jogo ele chegou a ser vaiado.

LENTIDÃO 
Também não foi só festa. Na segundo tempo, o Fla diminuiu o ritmo em campo e viu o América assustar um pouco. Ainda não é uma equipe que esbanja confiança.

BARBIERI AINDA EM TESTE 
O jogo era de festa, mas o interino segue sendo observado de perto. Chegou a primeira vitória oficial no comando, com uma atuação insegura, com uma leve pressão do América em diversos momentos. Contra o Santa Fe, na quarta, mais um teste para saber se segue no cargo. A confiança começa a aumentar. Ele chegou a ser vaiado na saída de Vinícius Júnior para entrada de Jonas.

TABELA 
Agora, o Flamengo encara o Ceará, fora de casa, no domingo, enquanto o América-MG, recebe o Vitória, na segunda. Antes disso, o Rubro-Negro tem confronto decisivo, na Colômbia, diante do Santa Fe, pela Copa Libertadores, na quarta.

FICHA TÉCNICA 
FLAMENGO 2 x 0 AMÉRICA-MG

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Gols: 28′ 1ºT Henrique Dourado (1-0) ; 34′ 1ºT Nome (2-0).
Público e renda: 47.175 pagantes/R$ 1.641.395,00
Cartões amarelos: Geuvânio (FLA); Rafael Lima (AME)

FLAMENGO: Julio Cesar, Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Lucas Paquetá (Jean Lucas, 44’/2T); Geuvânio (Marlos Moreno, 35’/2T), Vinicius Júnior (Jonas, 27’/2T) e Henrique Dourado T: Maurício Barbieri

AMÉRICA-MG: Jori, Norberto, Rafael Lima, Messias e Carlinhos; Christian (Leandro Donizete, 32’/2T), Juninho, e Serginho; Luan (Marquinhos, Intervalo), Aylon (Capixaba, 38’/2ºT) e Rafael Moura T: Enderson Moreira