PF pede tranferência de Lula da Superintendência em Curitiba

42
A Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) apresentou um pedido à Justiça Federal no Paraná para que seja determinada a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para outro local em que ele possa cumprir pena, informou à Reuters à assessoria de comunicação do órgão nesta terça-feira.
Fachada da sede da Polícia Federal, em Curitiba
Fachada da sede da Polícia Federal, em Curitiba

Foto: Cassiano Rosário / Futura Press

A principal alegação para esse pedido refere-se ao alto custo para a manutenção do petista na superintendência, em torno de R$ 300 mil por mês. A decisão sobre a mudança dele caberá à juíza federal Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba e responsável pela execução da pena.

O ex-presidente está preso no local desde o dia 7 de abril para cumprir pena de 12 anos e 1 mês de prisão, em regime fechado, após ter tido condenação confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no processo do tríplex do Guarujá, no litoral paulista.

A polícia argumenta também que a Superintendência da PF não é o local apropriado para o cumprimento de pena. A íntegra do pedido não foi divulgada pelo órgão. Já houve pedidos do sindicato dos delegados da PF de transferência do ex-presidente.

O petista está preso na PF de Curitiba numa sala separada da dos demais presos, espécie de Sala de Estado Maior.

A presença do ex-presidente mudou a rotina dentro e fora da unidade da polícia. Já houve tumulto entre apoiadores e contrários a Lula, levando até a uma decisão judicial de “isolar” a área nas imediações. Atualmente, há um acampamento de apoio ao petista nas proximidades.

A juíza responsável pela execução da pena de Lula negou, na segunda-feira, pedido de visitação de aliados do petista, como a ex-presidente Dilma Rousseff, o ex-ministro e pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, e o ativista argentino e Nobel da Paz, Adolfo Esquivel.