Porta-voz de Sebastião afirma que Binho é mal-agradecido…

38
 

A Frente Popular do Acre (FPA), coligação comandada pelo PT, virou uma verdadeira Torre de Babel após a derrota acachapante nas eleições deste ano. Tudo indica que a propalada unidade do grupo de partidos que administra o Acre há 20 anos, só era mantida pela perspectiva de poder, já que os cardeais petistas passaram a trocar acusações, ofensas e procurar “companheiros” para atribuir a culpa da queda do projeto que foi rejeitado nas urnas pelos eleitores.

O primeiro a usar as redes sociais para indicar um culpado pelo naufrágio do projeto “Florestania” foi o ex-governador Binho Marques (PT), que usando uma indireta acusou o governador Sebastião Viana pela distorção do programa de governo iniciado por Jorge Viana e continuado por ele. A alfinetada não passou em branco pela Casa Rosada. O porta-voz de governador, o jornalista Leonildo Rosas também usou sua página no Facebook para contra-atacar Binho.

ENTENDA O CASO
Binho atribui derrota de Jorge Viana a distorção do projeto “Florestania” nos últimos anos

Segundo Rosas, “distante há anos do Estado que seria, segundo as suas palavras, “o melhor lugar da Amazônia para se viver”, e alheio a tudo o que ocorre no cenário político nacional e local, o ex-governador Binho Marques se apressa em uma análise rasa do resultado eleitoral, além de ser leviano ao voltar sua bateria para quem não deveria. Antes de agir assim, o correto seria agradecer por tudo o que lhe foi oferecido pelo PT, tanto em nível estadual quanto nacional”.

Para o porta-voz de Sebastião Viana, Binho Marques “nunca teve humildade para fazer um gesto simples como esse. Se também quisesse agir de boa-fé, se daria ao trabalho de andar pelo Acre, estudar os resultados reconhecidos por órgãos e entidades de credibilidade nacional e internacional, para verificar que nunca se fez tanto pelo meio ambiente e por quem habita, produz e conserva a floresta como o atual governo”, diz o assessor sobre as conquistas de Sebastião.

“Isso, sim, é florestania na prática”, ressalta Rosas, ao elogiar os projetos de economia sustentável desenvolvidos por Sebastião Viana em oito anos de governo e apresentados ao mundo como a solução para os problemas ambientais enfrentando pelas grandes potências, além de ser (supostamente) uma alternativa de renda para os povos da floresta que estariam trabalhando sem devastar a natureza e contribuindo para o equilíbrio do clima no planeta.

“Mas, se o ex-governador prefere seguir com o sentimento individualista, de rancor e sem reconhecer a verdade, que seja feliz nos seus passos. Continuaremos firmes aqui, na trincheira, fazendo o bom combate. Pois, para para nós que permanecemos aqui na luta, o Acre não é apenas melhor lugar da Amazônia para se viver. Nosso estado é o melhor pedaço de Brasil para se viver e por ele trabalhar”, finaliza porta-voz do atual governador.