TRE cassa mandatos, mas não afasta Manuel Marcos e Doutora Juliana

141

Por Gina Menezes

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre cassou por unanimidade os mandatos da deputada estadual Juliana Rodrigues e o deputado federal Manuel Marcos. A corte também decidiu pela anulação dos votos. Os dois recorreram na sentença nos respectivos cargos e a defesa já frisou que recorrerá da sentença em instâncias superiores.

Apesar da decisão, a relatora da ação, juíza Olívia Ribeiro, seguindo o entendimento anteriores, decidiu que os dois parlamentares recorram da decisão em seus respectivos cargos. 

O pedido do Ministério Público era de afastamento de cassação e afastamento imediato, mas a juíza acatou apenas a primeira parte.

Já Tião Bocalom e o PSL ajuizaram uma Ação de impugnação de mandato. As duas ações foram julgadas conjuntamente pela Corte Eleitoral.

Além da ineligibilidade de 8 anos, Manuel e Juliana foram condenados por praticar abuso de poder político e econômico.

Foram mais de 7 horas de julgamento onde o Ministério Público defendeu a tese de compra de votos com fundo partidário. O candidato derrotado Tiao Bocalom também havia entrado com uma ação alegando compra de votos por parte dos dois parlamentares.