Sérgio Reis se arrepende de vídeo polêmico: “Cancelaram 4 shows e 2 comerciais”

Em entrevista, cantor ainda declarou não ser "puxa-saco de Bolsonaro"

Por ig gente

Sérgio Reis, de 81 anos, não está nada contente com a repercussão gerada pelo vazamento do vídeo em que defende o governo  e convoca a população para manifestar a favor do impeachment dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Segundo o cantor, a situação tem afetado seu ciclo social e, principalmente, seu bolso. “Querem me massacrar. Já estou tendo prejuízo. Cancelaram quatro shows e dois comerciais que ia fazer agora. Tiraram do ar um que faço para um supermercado de Curitiba. Vão tirar por um mês do ar e esperar para ver o que acontece”, declarou Sérgio Reis em entrevista exclusiva ao Congresso em Foco.

Arrependido do áudio, o cantor reforça que defende a democracia e diz que não há necessidade de uma intervenção militar, como prega parte dos apoiadores de Jair Bolsonaro (sem partido), personagem político apoiado pelo artista. “Não sou puxa-saco de Bolsonaro. Eu errei mesmo, errei muito. Não devia ter falado, porque as pessoas pensam… Falei com um amigo. Ele postou num grupinho. Um amigo da onça. É da vida. Estão me ameaçando, pensando que estou com medo. Mas não me escondi. Estou aqui em casa, não agredi ninguém. Arco com minha responsabilidade”, continuou ele.

Next Post

Comentários