Ação integrada apreende quase 45 quilos de droga na zona rural de Epitaciolândia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Por Janine Brasil

Uma ação integrada entre forças de segurança resultou na apreensão de quase 45 quilos de droga na madrugada deste sábado (11) na zona rural do município de Epitaciolândia, interior do Acre.

No total, os agentes do Grupo Especial de Fronteira do Acre (Gefron) apreenderam 41 quilos de cocaína e 3,744 quilos de maconha. A droga estava escondida dentro de três malas que estavam em um veículo que foi interceptado pelos policiais.

O coordenador do Gefron, delegado Rêmulo Diniz, disse que a ação foi integrada entre o Grupo, as Polícias Militar e Civil, além das forças federais.

“Após trocarmos informações nos dois últimos dias, fizemos o cerco e na madrugada de hoje [sábado, 11], conseguimos, através da guarnição do Gefron, interceptar um veículo que ia para capital. O ocupante levava três malas e nas malas tinha 41 quilos de cocaína e um pouco mais de três quilos de maconha, produto de grande valor agregado e que ia ser levado inicialmente para a capital para ser comercializado”, afirmou.

Droga estava dentro de três malas sendo transportada em um veículo que foi interceptado pelo Gefron — Foto: Divulgação/Gefron

Droga estava dentro de três malas sendo transportada em um veículo que foi interceptado pelo Gefron — Foto: Divulgação/Gefron

Ainda de acordo com o coordenador do Gefron, o suspeito tentou fugir na hora em que foi abordado pelos policiais.

“Foi um resultado muito proveitoso, o criminoso ainda tentou fugir por dentro de uma região de pasto, mas foi capturado e levado à delegacia para ser lavrado o auto de prisão em flagrante. O flagrante foi apresentado na Delegacia de Epitaciolândia, uma vez que o flagrante se deu na zona rural deste município”, acrescentou.

O delegado disse que essa foi a maior apreensão de droga realizada de uma só vez na região este ano.

“A apreensão demonstra que essa rota é ativa para a prática de tráfico internacional de drogas e também outros delitos, mas continuaremos na fronteira para trazer paz ao povo acreano”, finalizou.