Adriano Mikinho impõe primeiro nocaute a Demetrious Johnson e defende cinturão no ONE

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Por Combate.com — Kallang, Cingapura

Na maior luta de sua carreira até aqui, Adriano “Mikinho” Moraes defendeu o cinturão peso-mosca (até 61,2kg) do ONE Championship, nesta quarta-feira, diante da lenda e ex-campeão do UFC Demetrious Johnson, e nocauteou o americano aos 2m24 do segundo round, depois de uma joelhada em cheio no rosto do adversário. O card aconteceu em Cingapura. Foi ainda a primeira vez que Demetrious foi parado antes do fim da luta. As derrotas anteriores do americano – três – foram sempre na decisão dos juízes.

Aos 31 anos, o lutador nascido em Brasília e integrante da American Top Team chega agora a um cartel com 19 vitórias e três derrotas. Mikinho foi campeão peso-mosca do evento asiático ainda em 2014, e nesse meio tempo até aqui chegou a perder o cinturão duas vezes, mas depois o recuperou. Ele está desde 2014 no ONE, e soma dez vitórias e três derrotas na organização.

– Este é um sonho que se tornou realidade. Estou realmente trabalhando duro todos os dias. Não tenho palavras para descrever este momento. Conseguimos. Cresci assistindo DJ lutar, ele é uma lenda. Eu sabia exatamente seu jogo, eu e minha equipe fizemos a estratégia perfeita para lutar contra ele. Eu peguei ele com um bom uppercut. Não é uma surpresa para mim. Estou trabalhando com os melhores caras do mundo. Hoje deu certo – disse Mikinho ainda no cage após a vitória.

No primeiro round, Mikinho mostrou bastante movimentação para não virar um alvo fácil para Demetrious, e sempre usando a maior envergadura para manter o americano distante. Demetrious chegou a tentar algumas investidas para levar para a grade, mas o brasileiro não permitiu. E foi Mikinho quem levou o rival para o chão, mas acabou por baixo e tentou uma chave de calcanhar. Depois de perder a posição, conseguiu ficar por cima e dominou Demetrious até o fim do primeiro round.

No segundo round, Mikinho manteve os chutes para deixar Demetrious distante, e seguindo com a boa movimentação. O americano esboçou uma entrada nas pernas, mas sem sucesso. Depois, ele marcou um chute do brasileiro, só que Mikinho disparou dois bons golpes e o deixou atordoado. Na sequência, o brasileiro mandou uma joelhada legal e venceu por nocaute.

Alvarez é desclassificado por golpe ilegal

 

Ex-campeão peso-leve (até 70kg) do UFC, Eddie Alvarez fazia nesta de quarta-feira noite seu retorno ao cage do ONE Championship quase dois anos depois da última luta, mas foi frustrante. Com apenas 58 segundos de combate com o moldávio Iuri Lapicus, em duelo no meio-médio (até 77kg), o americano foi desclassificado com cartão vermelho após disparar golpes ilegais na nuca do adversário. Lapicus foi declarado vencedor.

Após a interrupção da luta, Eddie Alvarez ficou desnorteado com a possibilidade do fim da luta por desclassificação. Como Lapicus permaneceu deitado sem demonstrar poder voltar à luta, o árbitro aplicou um cartão vermelho no americano, que significou a sua desclassificação e consequentemente a derrota. Alvarez deu entrevista ainda dentro do cage, visivelmente desolado com a decisão.

– Vocês me colocaram no cage. O árbitro, ele está lá. Qualquer decisão que ele fizer, é isso. Peço desculpas. Espero que Iuri esteja bem.