Anel viário e Ponte: Gladson assina ordem de serviços de R$ 60 milhões em Brasiléia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Luciano Tavares

Em ato solene bastante prestigiado, o governador Gladson Cameli assinou na manhã desta quinta-feira (10) a ordem de serviços de construções do

anel viário de Brasiléia e Epitaciolândia e a ponte do rio Acre, que liga as duas cidades.

As duas obras custarão aos cofres públicos, após concluídas, R$60, 4 milhões. A implantação do contorno rodoviário terá 10, 30 quilômetros, dos quais 6, 12 em Epitaciolândia e 4, 18 quilômetros em Brasiléia. O prazo de execução é de dois anos.

ANEL1

O prefeito de Epitaciolândia, Sérgio Lopes, acredita que a obra será um marco na economia da região. Ele lembra que as duas cidades estão localizadas em um ponto estratégico de acesso ao Peru.
“Essa obra traz esperança, realização de sonhos e está fazendo nascer a expectativa de empresários, da população. São muitas expectativas, a expectativa é aquecer a economia”, destacou.

A prefeita Fernanda Hassem lembrou que o anel viário e a ponte são uma promessa e sonho antigos. “Hoje a obra do anel viário é uma realidade. Hoje o sentimento é de gratidão. Um grande sonho que ultrapassa os anseios de Brasiléia e Epitaciolândia, um sonho que é do Acre”, afirmou a prefeita.

ANEL2

O governador Gladson Cameli rememorou a parceria com o governo federal e disse que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, elegeu como prioridade as construções das obras no Alto Acre.

“Com a ponte do Madeira, o anel viário e a ponte aqui em Brasileia e Epitaciolândia nós temos uma infraestrutura pronta para melhorar ainda mais os investimentos e a presença de mais empresas, geração de emprego e desenvolvimento”, lembrou.