Após deixar o Rio Branco, goleiro Bruno anuncia aposentadoria do futebol

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
POR REDAÇÃO CONTILNET

O goleiro Bruno Fernandes, de 36 anos, anunciou que abandonou o futebol e anunciou uma nova carreira inusitada e bem  diferente do que fazia. vai ele agora para o mundo das finanças. No seu perfil do Instagram, de onde andava sumido há vários dias, o agora ex-jogador afirmou que pendurou as luvas para ser day trader, nome que se dá ao profissional que faz a compra e venda de ações no prazo máximo de um dia com objetivo de lucro.

““Futebol é coisa do passado, ficou no passado. Aposentei a luva, parei, deu pra mim, não tô jogando. Eu sumi, mas tô de volta para mostrar para vocês a minha nova profissão. A parada agora é só investimento”, disse o ex-atleta.

“Foi difícil pra mim, mas deu. Eu não jogo mais bola, pode ser que aconteça um evento ou outro, mas a vida continua e a gente não tem que ficar preso só ao futebol”, disse ao confirmar sua decisão.

Ainda de acordo com Fernandes, está ganhando melhor do que quando era jogador do Flamengo. Época em que foi preso pela morte da mãe de seu filho. (detalhes abaixo).

Bruno culpou a mídia pela decisão dizendo que tentou “A mídia é meio covarde, eu tentei lutar com as forças que eu tinha,. mas não deu certo e vida que segue, bola para frente. Infelizmente não consegui retornar ao futebol”, continuou.

 

Confira o vídeo:

 

 

O goleiro foi condenado a 22 anos e três meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação de cadáver da modelo Eliza Samúdio, em 2010. Eliza era mãe de seu filho, Bruninho. Atualmente, ele cumpre pena em regime semiaberto e por isso, recebeu permissão para jogar. Mas seu retorno ao futebol não foi simples, ele nunca conseguiu engrenar em times grandes.

O último time em que Bruno atuou foi o Rio Branco-AC, uma contratação envolta à polêmicas e que se encerrou no final do ano passado, quando Bruno deixou o Acre. O até então goleiro chegou a ser anunciado pelo Atlético Carioca, da Série C do Campeonato do Rio de Janeiro, em março, mas o acordo não vingou e foi desfeito dias depois.

No dia 31 de março, o Araguacema-TO anunciou a contratação de Bruno, porém  Campeonato de Tocantins foi paralisado por determinação do governo estadual por causa do avanço da covid-19 e ficou sem data para ser retomado. Desta forma, o clube precisou liberar todo o elenco, incluindo o goleiro