Blogueiro diz que quatro nomes disputam vaga de vice de Gladson em 2022

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

A guerra surda para ser vice de Gladson

NÃO É SÓ PARA DEFINIR quem será o candidato ao Senado que vai integrar a chapa de reeleição do governador Gladson Cameli, que se trava uma briga feroz e surda entre os aliados palacianos, nos bastidores da política da taba.

A guerra pela Vice não é menor, no grupo governamental. O nome mais novo a colocar-se na disputa é o do deputado federal Alan Rick (DEM), um parlamentar leal ao governo.

O MDB, como um grande partido, se sente no direito de fazer a indicação, com o nome mais citado sendo o da deputada federal Jéssica Sales (MDB).

Outros setores políticos defendem o nome do Conselheiro do TCE, Valmir Ribeiro, que já foi deputado pelo MDB, e goza da amizade do governador. Dos que estão se apresentando como opções, o mais próximo do governador é o secretário de Saúde, Alysson Bestene, que deverá ser nomeado articulador político do Palácio Rio Branco.

Eu já ouvi do próprio Gladson que o Alysson, a quem chama carinhosamente de “meu leitãozinho”, é o preferido para ser o seu vice. Teme que, não sendo o vice escolhido por ele, aconteça o que ocorre no momento, de rompimento com o vice-governador Major Rocha. É, muito cedo ainda para apontar favorito, o nome do vice sempre sai de uma composição política. E, nem chegamos ainda ao ano eleitoral, quando a porca torce o rabo. Por enquanto, a porca ainda nem roncou.

VITÓRIA DE PIRRO

POR VÁRIAS vezes comentei neste espaço que, desisti de entender o governador Gladson Cameli. O que é que, politicamente, ele ganhou ajudando, direta ou indiretamente, a tomar o SOLIDARIEDADE do grupo da deputada federal Vanda Milani (PROS), uma aliada leal?

UM LEVE MOTIVO

E, se me derem o mais leve motivo de ganho, eu me calo.

APRENDI O CONTRÁRIO

COM MAIS de quarenta anos de jornalismo político aprendi que, só se ganha quando se tira espaço de adversários. Quando se tira espaços de aliados, se cria adversários. Não existe outra lógica na política.

CHUVA NA HORTA DO MÁRCIO

O ÚNICO beneficiado da manobra foi o senador Márcio Bittar (MDB), porque enfraqueceu a candidatura da rival, deputada federal Vanda Milani (PROS), que disputará o Senado contra a ex-esposa Márcia Bittar. Alguém duvida?

TUDO O QUE OS OUTROS FAZEM

AS AÇÕES do senador Márcio Bittar (MDB) para aumentar as alianças em torno da candidatura da Márcia Bittar ao Senado são legítimas, faz o que todos os políticos fazem para aumentar o seu poder de força. Faz parte do jogo.

INTERFERÊNCIA ZERO

FAÇO este registro só por ser um fato político, mas quero deixar claro que, a interferência do senador Márcio Bittar (MDB) ou de qualquer outro político, neste BLOG, é zero.

NÃO BRIGO COM A NOTÍCIA

E, se tem uma coisa que não faço é brigar com a notícia.

TE CUIDA, ROCHA!

UM deputado estadual da base do governo, contou para o BLOG que o próximo alvo é tirar o PSL do grupo do vice-governador Major Rocha, e que o Gladson está mantendo conversa neste sentido, com o presidente Pedro Valério.

OUTRO LADO DA MOEDA

PARA OUVIR o outro lado, liguei ontem para o presidente do diretório municipal do PSL, Pedro Valério, e este disse que, de fato conversa com o Gladson, mas apenas para trocar impressões políticas ou para um comentário sobre um ato do governo. E, que, o papo não descambou para o PSL. Para não dizer que não falei de flores, dou a versão.

QUANTAS VEZES QUISER

O SENADOR Márcio Bittar (MDB) e os seus aliados podem ficar putos quantas vezes quiserem, mas não vou nunca esconder a informação de que, também, ele está no circuito para pôr o SOLIDARIEDADE debaixo da sua asa.

NUNCA VOU DEIXAR DE NOTICIAR

NUNCA vou deixar de noticiar o que ocorre nos bastidores. E, por um fato: sou jornalista, e não político.

O DIA DO FICO

O PRESIDENTE do PT, Cesário Braga, mandou fotos de reuniões que teve com a prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem (PT) e do prefeito Jerry, de Assis Brasil, e afirmando que, nas conversas ficou certo que ambos não saem do PT. Fica feito o registro e as fotos arquivadas.

TÃO IMPORTANTE COMO NADA

PARA ESTE BLOG, a prefeita Fernanda Hassem (PT), ou o prefeito Jerry (PT) saírem ou não saírem do partido, para o BLOG não significa nada. É um assunto só de ambos.

NÃO PROCEDE

A PREFEITA Fernanda Hassem (PT) mandou uma postagem negando que será candidata a deputada estadual pelo PROS. Fica feito o devido registro.

CHEGA DE DISSE E ME DISSE

COMO SÃO tantas as notícias desencontradas sobre quem será o candidato a deputado estadual, se a prefeita Fernanda Hassem ou o irmão Tadeu Hassem, me reservo o direito de não dar mais nenhuma notícia antes do desfecho da decisão. E, ficar longe do disse e me disse.

MUITO CLARO

VOLTANDO AO SENADO, ficou muito claro quando o governador Gladson sugeriu que a deputada federal Vanda Milani (PROS) entregasse os cargos para ele contratar mais técnicos, para o projeto da orla do 15, de que, ela não é a candidata ao Senado que pretende apoiar. A tomada do SOLIDARIEDADE apenas reforçou.

SERÁ PRECISO DESENHAR?

MAIS CLARO DO QUE isso não pode ficar, ou é preciso desenhar para o grupo da deputada federal Vanda Milani (PROS)?

NÃO ABRE MÃO

CONVERSEI ontem com uma figura importante do MDB, e este me disse que o partido não abre a mão de indicar o vice na chapa de reeleição do governador Gladson. Ponto.

NAS MÃOS DO VAGNER

E, segundo esta mesma fonte emedebista, a indicação deverá ser feita pelo grupo do ex-prefeito Vagner Sales, o que é um consenso partidário sobre a questão do vice.

NÃO RECEBEU

O BLOG tem informação que a senadora Mailza Gomes (PP) arrumou uma desculpa e não recebeu a Márcia Bittar para uma conversa. E, pensando bem, se ambas serão adversárias na disputa do Senado, não há o que se falar.

FRASE MARCANTE

“A democracia é uma fantasia política legitimada pela aritmética eleitoral.” Ambrose Bierce