Colunista diz que Leila Galvão pode ser candidata a deputada pelo PSD de Petecão

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

www.sentineladafronteira.com.br

 

Em sua coluna diária pelo portal Ac24horas, o colunista politico, Astério Moreira mencionou neste dia 17,  que o senador Petecão quer a ex-prefeita de Brasiléia, ex-deputada Leila Galvão (MDB), filiada ao PSD 55  com vista as eleições 2022, na disputa por uma vaga a deputada estadual na regional do Alto Acre.

Leila Galvão foi prefeita de Brasiléia de 2005 a 2012, sucedendo o ex-prefeito José Alvani (PT), de quem ela era vice-prefeita. Exerceu mandato de deputada estadual de 2015 a 2018. O PSD 55, trabalha para montar uma boa chapa de candidatos a deputados, todos sem mandatos, o PSD 55 é um bom caminho para Leila retornar a Aleac.

Há de se respeitar e reconhecer o sucesso de Leila na politica, saindo de vereadora, passando pelo posto de secretária, vice-prefeita e Deputada Estadual. Contudo as ultimas duas eleições acendem o alerta vermelho, haja vista que, o resultado nas urnas foram negativos, como o caso de sua reeleição em 2018 para deputada estadual e a recente disputa pela prefeitura em 2020.

Até as eleições de 2022 muita água ainda vai passar debaixo da ponte, porém nunca é tarde parra se pensar no futuro e  se Leila Galvão realmente deseja ir para a disputa em 2022, tem que levar em conta os prós e contras, o que certamente ela e sua base já tem feito.

Se de fato há esse interesse do senador Petecão em contar com Leila Galvão nos quadros do PSD 55 para compor sua equipe de candidatos proporcionais, não deixa de ser uma baita aquisição. O PSD 55 em Brasiléia cresceu significativamente em quantidade e qualidade, sem contar que em Epitaciolândia o PSD 55, tem bom histórico de vida orgânica e militância aguerrida desde que o partido surgiu na cidade com Davi e Alcione.

Em sua coluna, Astério Moreira pontua que Leila Galvão não se posicionou sobre a informação de mudança de sigla para disputa 2022. Como Astério tem grau de parentesco muito próximo com Leila (são cunhados), tudo leva a crer que há fundo de verdade nas articulações. É aguardar o desfecho.

 

CONFIRA ABAIXO TRECHOS DA COLUNA DO ASTÉRIO MOREIRA desta QUARTA_FEIRA 17 DE FEVEREIRO

Astério Moreira – [email protected]

Petecão quer Leila na chapa

O senador Sérgio Petecão (PSD) comentou durante encontro com aliados políticos do Vale do Acre que ainda quer a ex-prefeita e ex-deputada Leila no seu partido em 2022. Leila está que nem curió de muda: não dá um pio sobre eleições: Está corretíssima. Há tempo para todo propósito de Deus, disse Salomão.

Centro, direita, esquerda e caldeirão político do diabo em Brasília!

O deputado federal Arthur Lira (PP/AL) foi eleito com o compromisso de fazer uma reforma política que favoreça à reeleição dos atuais parlamentares. Casou a fome com a vontade de comer do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) candidato à reeleição.

O projeto, de uma esperteza, juntou direita, centro, esquerda, terra planistas, negacionistas da Covid-19, religiosos e ateus. Poderia se chamar de “O caldeirão político que o capeta gosta”, ou seja, quem tem mandato em Brasília e deseja desesperadamente continuar ano que vem. Deixa a briga para 2022, afinal de contas a maioria dos políticos tem algo que os une: permanecer no poder!

Centrão e Bolsonaro estão seguindo a mesma trilha do PT, do Evo Morales (Bolívia), Nicolás Maduro (Venezuela), Putin, (Rússia) e dos golpistas de Mianmar: perpetuar-se no poder. Bananas do mesmo cacho; farinha do mesmo saco. A cada eleição, regras diferentes para favorecer quem tem o campo e a bola. Viva a democracia!

“Nem tudo que plantamos florescerá; existem terras que não se permitem florir; a solução é plantar em outro lugar”. (Extraído do Tik Tok)

Novo líder

Desde o ano passado que venho afirmando na COLUNA que o deputado Pedro Longo (PV) poderia ser o novo líder do governo na Assembleia Legislativo. Falei com o deputado Marcos Cavalcante, também cotado para a espinhosa função, foi taxativo: “Segui o conselho de um ex-deputado, pulei a fogueira”.

Chapa fechada

Encontro com articulistas do alto escalão do governo que me confirma a construção de uma chapa com dez ex-deputados estaduais de recentes legislaturas. “Vamos eleger dois ou três”, argumenta. Pode ser que sim, pode ser que não.

Tome a vacina, governador!

Vou sugerir mais uma vez: governador Gladson Cameli tome a vacina, homem! O senhor está na linha de frente do combate à pandemia. Tenho clareza de que a população concorda.

. A revolta dos rios!

. Não se tem notícia, nem registro histórico de que os índios que habitavam a Amazônia antes dos brancos chegarem sofriam com algum tipo de prejuízo com as cheias dos rios.

. Ao contrário, se beneficiam dela. As aldeias eram construídas em lugares altos, seguros.

. Sendo meio nômades, como eram, durante a estiagem acampavam nas praias para comer, e comer bem.

. O índio sempre soube o seu lugar na natureza, a convivência pacífica com o universo como parte dele.

. Nós chegamos e tomamos o espaço físico dos rios; de voz por outra ele dá uma boa lição: e tome dinheiro que poderia ser usado na saúde, educação e segurança e qualidade de vida.

. Para resolver o problema, o governo do Flaviano Melo e os 20 anos do PT construíram mais de cem mil casas no Acre; de nada adiantou.

. O Taquari encolheu, mas voltou a ser populoso.

. Tem que fazer como paraenses e manauaras:

. Mora em palafitas ou dentro de barcos.