Escritor acreano diz que Croa foi o jardim de Adão e Eva

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
POR TIÃO MAIA

Acreano de Rio Branco, o jornalista e escritor Edilson Martins, radicado no Rio de Janeiro faz mais de três décadas e autor de livros emblemáticos sobre a Amazônia, como “Nossos Índios, Nossos Mortos” (esgotado) e “A Viagem de Bediai, o Selvagem: E o Voo das Borboletas Negras” (Editora Toriba), também acaba de se render aos encantos do rio Croa, em Cruzeiro do Sul, no Vale do Juruá. Com fotos do rio em suas páginas nas redes sociais, o jornalista e escritor, autor de vários livros e o último profissional de imprensa a entrevistar o líder sindical Chico Mendes, para a extinta versão impressa do “Jornal do Brasil”, se rende às belezas do lugar.

“Esta foto tem tripla intenção: homenagear o povo amazônico e o seu mergulho na magicidade de uma selva ainda não devassada”, escreve o jornalista, do Rio. “Não menos um rio, o Croa, AC, e seus indecifráveis encantamentos e segredos”, acrescenta.

“Não menos um rio, o Croa, AC, e seus indecifráveis encantamentos e segredos”, diz. Foto: Gleilson Miranda

Martins revela que as fotos, na verdade, são do repórter fotográfico acreano Gleilson Miranda, profissional que, segundo o autor, “por óbvio não se hospeda, tampouco saboreia o café regional, por sinal delicioso, dos hotéis 5 estrelas, até porque o processo civilizatório, com suas sedutoras meias de seda do assédio, pelo rio Croa ainda não se exibiu, mostrou suas deliciosas coxas”.

Para o escritor, foi “no Croa, podemos garantir, que o Criador nos legou Adão e Eva e seus filhotes, entre os quais nos incluímos, e movido pelas melhores intenções do mundo, Deus é assim, terminou produzindo essa mistura de encanto e miséria, que continua sendo a existência humana”.

O escritor diz que o “é um mundo que sempre guardarei na retina de minhas mais generosas memórias.E não menos de sua bela e brava gente”, completa.