Gladson anuncia mais de R$ 140 milhões em investimentos para o Alto Acre

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

No encontro do governador Gladson Cameli com os prefeitos do Alto Acre, em Brasileia, neste domingo, 7, o tom de união entre todos prevaleceu sobre as questões políticas. Com a pandemia de Covid-19, inúmeros casos de dengue e a possibilidade de cheia dos rios acreanos, os gestores municipais acreditam ser essencial as parcerias com o Governo do Acre para superarem as dificuldades.

Gladson aproveitou a reunião para anunciar mais R$ de 140 milhões em obras para a região do Alto Acre. Segundo ele, esses recursos irão aquecer a economia da região. Estão previstos a construção do Anel Viário de Brasileia, a recuperação de ramais rurais e a melhoria do hospital regional, entre outras dezenas de ações.

Os prefeitos de Brasileia, Fernanda Hassen (PT), Epitaciolândia, delegado Sérgio Lopes (PSDB), Xapuri, Bira Vasconcelos (PT) e Assis Brasil, Jerry Correia (PT), fizeram sugestões de ações importantes em parceria com o governo para os municípios da região. O vice-governador do Estado, Major Rocha, também esteve presente no encontro.

O governador acatou as indicações e fez um resumo da situação que o Acre atravessa. “Estamos empenhados em virar essa página com a chegada da vacina. Peço paciência aos nossos comerciantes pelas medidas que são necessárias nesse momento. Precisamos da cooperação de todos. Eu defendo um comércio forte e criamos o melhor Refis da nossa história porque entendo que com um comércio forte teremos um governo forte. Precisamos fazer tudo para fortalecer a nossa economia”, disse ele.

Gladson prometeu também ajudar as prefeituras em tudo o que for possível, por meio de parcerias.

“O Estado pode ajudar em projetos sociais com a contrapartida para ajudar as prefeituras a atravessar esse momento. Os nossos deputados federais, estaduais e senadores estão nos ajudando. Mas agradar a todos não é possível. Vejam o caso da vacina que está politizada. Mas saibam que ninguém vai comprar vacina se não for respeitando as normas da Anvisa. Quero fazer convênios com todas as prefeituras. Se cada um fizer a sua parte as coisas vão se resolver. Porque nesse momento temos a ameaça da Covid-19, da dengue e a possibilidade de cheias. Mas o acreano é forte e irá atravessar essas adversidades. Por isso, não temos tempo de falar de política e antecipar a eleição, o que precisamos é resolver essas questões que estão trazendo sofrimento para a nossa população’, refletiu Gladson.

A palavra dos prefeitos

Jerry Correia, de Assis Brasil explicou a situação complexa que o município atravessa com a chegada de imigrantes de várias parte do mundo.

Jerry Correia, prefeito de Assis Brasil, diz que município conta com a colaboração do governo Foto: Marcos Vicentti

“Precisamos da colaboração do governo porque recebemos imigrantes e precisamos controlar a nossa fronteira. Mas a presença do governador nos traz esperança para darmos uma resposta positiva para a nossa população através de ações relevantes que possam amenizar o sofrimento social desse momento”, afirmou.

Bira Vasconcelos de Xapuri disse:

“Quero agradecer pela forma direta e sensível que o governador tem trabalhado para amenizar o sofrimento dos acreanos num momento tão delicado como esse que vivemos. Precisamos de união para resolvermos os problemas dos nossos municípios. O Acre é um estado pequeno e todos dando as mãos vamos superar as adversidades dessa pandemia”, ressaltou.

Bira Vasconcelos, prefeito de Xapuri, acredita que com a união é possível resolver os problemas do município Foto: Marcos Vicentti

Já o prefeito Sérgio Lopes, de Epitaciolândia, pediu uma parceria com o governo para fazer uma grande limpeza no município para diminuir os casos de dengue e Covid-19. E também agradeceu os investimentos que serão feitos pelo Estado em obras que irão gerar emprego e renda para a população.

Prefeito Sérgio Lopes, de Epitaciolândia, pediu parceria com o governo para fazer uma grande limpeza no município  Foto: Marcos Vicentti

A anfitriã do encontro, prefeita Fernanda Hassen, de Brasileia, destacou a importância da união entre as prefeituras e o governo.

A anfitriã do encontro, prefeita Fernanda Hassen, de Brasileia, também destacou a importância da união entre as prefeituras e o governo Foto: Marcos Vicentti

“Optamos em unir as prefeituras do Alto Acre. O chamado não é para vaidade, mas para a humildade porque o Acre precisa superar os seus desafios. Estou fazendo o exercício de ouvir a população e o nosso município está pronto para dar a contrapartida para futuras parcerias com o governo. Unindo as forças conseguiremos vencer. Já enterramos muitas pessoas com Covid-19 e dengue hemorrágica aqui em Brasileia e isso nos entristece. Mas acredito que iremos reverter esse quadro com as parcerias. Parabéns ao governo pelo investimento 23 milhões no nosso Anel Viário e peço sempre um olhar especial para o Alto Acre para que possamos estar unidos”, refletiu a gestora.