Henrique Afonso, vice-prefeito de Cruzeiro do Sul afirma que fica no PSD de Petecão

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
FICA NO PSD

O VICE-PREFEITO de Cruzeiro do Sul, Henrique Afonso, ligou para o senador Sérgio Petecão (PSD), para desfazer rumores que sairia do partido para ser candidato a deputado federal pelo PP. Se for, será pelo PSD.

TÁTICA QUE DEU CERTO

O SENADOR Petecão (PSD) vai adotar em 2022 para governador, a mesma tática usada em campanhas passadas. Vai escolher uma casa num bairro para dormir; no dia seguinte tomar o café da manhã com moradores; e visitará casa a casa no decorrer do dia. Sabe que toda a eleição majoritária é decidida nos grotões da capital.

As duas cartadas do PT

DEPOIS de duas fragorosas derrotas nas últimas eleições, o PT joga em 2022, com duas cartas principais na manga. A primeira é regional, e passa pela eleição do ex-senador Jorge Viana para o Senado, que hoje é a sua maior liderança no estado. A segunda é nacional, a vitória do presidente Lula, que recolocaria o PT de volta ao protagonismo político.

Nos dois casos, JV e Lula têm aparecido bem nas pesquisas. Uma vitória do Lula e uma derrota do Jorge Viana, ainda assim o PT regional teria o que comemorar no estado, porque neste cenário o JV seria um ministro com poderes.

O PT só vai continuar no fundo do poço do ostracismo se o Jorge Viana perder a disputa para o Senado, e o Lula a disputa para a presidência. Mas, se um dos dois ganhar: ou se os dois ganharem, o PT pode começar a pensar em tentar voltar ao poder por estas bandas. Mas, isso quem vai dizer são os eleitores. Estamos longe de ter uma definição do quadro.

MAL ME QUER, BEM ME QUER

TUDO INDICA que há uma tendência do deputado Luiz Gonzaga (PSDB) de disputar uma cadeira de deputado federal. Nunca se articulou tanto politicamente, como neste mandato. Vai avaliar se a sua candidatura é mais viável pelo PSDB ou PP. No PP, o horizonte é mais amplo, desde que saia como candidato da sigla no Juruá.

TUCANOS DIVIDIDOS

FALANDO em tucano, embora a cúpula regional tenha declarado apoio ao governador João Dória, nas prévias para presidente em 2022, os tucanos no estado estão divididos entre Dória e Eduardo Leite. Devem votar em torno de 150 filiados. É o que dizem os bicudos estaduais de alta plumagem. A votação será no próximo dia 21.

APENAS TENDÊNCIA

AVALIO pelo quadro de candidatos, que a tendência é a de que a eleição para governador deva ir para o segundo turno. E, que o governador Gladson Cameli e o senador Sérgio Petecão (PSD) são os mais cotados, pelas suas estruturas partidárias e por terem densidade eleitoral.

NADA CIENTÍFICO

O COMENTÁRIO acima não é nada científico. Uma eleição se decide no decorrer da campanha, onde podem acontecer fatos que mudem todo rumo da prosa. E, ainda faltam 11 meses para os votos caírem nas urnas. É cedo!

FALANDO DE PESQUISAS

Não brigo com pesquisas. Respeito e não menosprezo nenhuma. Mas as coloco nos seus devidos lugares. A validade hoje de uma pesquisa para servir de norte para as eleições de Governo e Senado em 2022, tem o mesmo valor de uma nota de 500 reais. Ou seja: igual a zero.

É QUEM TEM DE CORRER

UM DOS SECRETÁRIOS mais próximos do governador Gladson comentou ontem com o BLOG que, este não tem que correr para anunciar os nomes dos candidatos a senador e vice da sua chapa. “Os candidatos é que têm de se viabilizar primeiro, eles é que têm de correr”, enfatizou.

PESQUISA DO PT

TENHO a informação de que, o PT deve fechar uma pesquisa para senador e governador antes do fim do ano. Não sei qual foi o instituto que fez, mas para a PMRB, foi o único a apontar a vitória do Bocalom, quando os demais institutos davam a Socorro Neri disparada, como favorita.

OBSERVAÇÃO INTERESSANTE

A OBSERVAÇÃO me foi feita no fim de semana, por um experiente político: “A Socorro Neri deu um passo em falso ao aceitar ser secretária de Educação, uma das pastas que mais causa desgaste ao gestor. Poderia se eleger deputada só comparando a sua gestão com a do Bocalom”. Uma análise, que não está fora do contexto.

GOLPE FORTE

CASO o presidente Bolsonaro não se filie mais no PL, é um prejuízo político para a deputada federal Mara Rocha (PSDB); como bolsonarista de carteirinha, ela iria usar isso como trunfo, na sua candidatura ao Governo ou Senado.

NÃO TEM CENÁRIO DE VOLTA

NÃO TEM FATO político ou cenário que fará a Márcia Bittar (sem partido) desistir de ser candidata ao Senado em 2022. A sua candidatura não está mais em discussão.

AS MULHERES ESTÃO COM TUDO

ENQUANTO tem marmanjo da ALEAC com um pé na balsa de Manacapuru, as mulheres estão com tudo. As deputadas Maria Antonia, Meire Serafim (MDB) e Antônia Sales (MDB), não só são favoritas a um novo mandato, mas também a terem as maiores votações em 2022.

SE FOR PARA MELHORAR, QUE VENHA

SE FOR PARA MELHORAR o atendimento no PS, um calo no governo do Gladson Cameli; que venha a terceirização anunciada por ele, não pode é continuar com o péssimo serviço prestado à população na ortopedia.

QUADRO TERRÍVEL

HÁ uma acumulação de 87 pacientes de ortopedia esperando cirurgias e mais de 600 aguardando pela regulação. Este quadro terrível não pode continuar.

NEM OUVIR FALAR

OS petistas não querem nem ouvir falar em formar uma federação partidária com o PCdoB. “Já demos muita água do nosso poço para eles, terão agora que cavar o seu próprio poço para conseguir água própria”, comentário ouvido de um cardeal petista.

PÁRIA INTERNACIONAL

PELO que foi publicado na imprensa internacional, o presidente Jair Bolsonaro saiu da COP como um pária do meio ambiente. A matéria do Fantástico de domingo sobre os Yanomamis, foi um retrato do descaso como a questão ambiental e indígena é tratada no atual governo.

FRASE MARCANTE

“O pior governo é o mais moral. Um governo composto de cínicos é frequentemente mais tolerante e humano. Mas, quando os fanáticos tomam o poder, não há limite para a opressão”. Henry Louis Mencken.