Indígena do Acre participa do Caldeirão do Huck e ganha R$ 102 mil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

O indígena Txada Shawã, da etnia Shawandawa, do povo arara que mora em Porto Walter participou do quadro “The Wall”, do programa Caldeirão do Huck. O quadro é um jogo de perguntas e respostas onde os participantes podem conquistar um grande prêmio em dinheiro e tem o oferecimento do Grupo Magazine Luiza. O programa foi ao ar neste Sábado (17), pela Rede Globo de Televisão. O quadro teve a participação de Daosha, esposa de Shawã.

Antes de iniciar o programa, Luciano Huck fez uma retrospectiva histórico-cultural dos povos indígenas e falou sobre a cultura e a ancestralidade dos povos originários da floresta amazônica, e fez um resgate da cultura ancestral.

Durante o quadro, no programa foram apresentadas as ações do Projeto Aldeia Arara Encantada, onde os indígenas fabricam peças artesanais utilizando o látex da seringueira. Muitas dessas peças são comercializadas em cidades fora do Acre, e tem grande procura por turistas.

As gravações foram realizadas em Porto Walter, no Ramal do Besouro, localidade em que reside indígenas da etnia. Daosha explica que o projeto nasceu da necessidade de resgatar os traços e trabalhar a multiculturalidade combinando os traços da cultura indígena.

“Os recursos conseguidos através da venda desses projetos e objetos retornam a própria aldeia onde são investidos no sustento e mantimento dos parentes”, destacou ao apresentador Luciano Huck.

Macson Alves, da Ocidental FM