Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro em 2º turno, aponta pesquisa PoderData/Band

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Da Redação, com Jornal da Band

Segundo pesquisa PoderData/Band divulgada nesta quarta-feira (14) no Jornal da Band, Luiz Inácio Lula da Silva ampliou sua vantagem sobre Jair Bolsonaro em um eventual segundo turno nas eleições presidenciais de 2022.

A pergunta para os entrevistados foi: “Se houvesse segundo turno entre Bolsonaro e Lula, em quem você votaria?” Lula venceria Bolsonaro por 52% a 34% – 18 pontos percentuais de diferença. No levantamento anterior, revelado em 17 de março, a distância era de 5 pontos percentuais: 41% a 36%.

De acordo com a simulação feita com os dados da pesquisa, Bolsonaro perderia do apresentador Luciano Huck em um segundo turno (48% a 35%) e empataria tecnicamente na margem de erro contra os outros candidatos. Veja abaixo:

Bolsonaro 34% x 52% Lula
Bolsonaro 35% x 48% Huck
Bolsonaro 38% x 48% Ciro Gomes
Bolsonaro 38% x 37% João Doria
Bolsonaro 38% x 37% Sergio Moro

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do site Poder360, entre os dias 12 e 14 de abril. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram feitas 3.500 entrevistas em 512 municípios, nas 27 unidades da Federação. Veja aqui a pesquisa completa.

Cenário estável no primeiro turno 

Entre as intenções de voto no primeiro turno, houve mais estabilidade. Lula segue com 34% dos votos, contra 31% de Bolsonaro – que variou um ponto dentro da margem de erro. Confira as intenções dos eleitores abaixo:

Lula (PT) – 34%
Jair Bolsonaro (sem partido) – 31%.
Ciro Gomes (PDT) – 6%
Luciano Huck (sem partido) – 6%
João Amoedo (novo) 5%
João Doria (PSDB) – 4%
Sérgio Moro (sem partido) – 3%
Luiz Henrique Mandetta (DEM) – 2%
Brancos e nulos – 7%
Não sabem 2%.

Rejeição

A pesquisa também mediu a rejeição dos candidatos. No caso, foi perguntado aos entrevistados em quem eles “não votariam de jeito nenhum”. Dentre as seis opções, o ex-juiz Sergio Moro teve a maior rejeição (60%), enquanto Lula teve o menor índice, com 41% dos entrevistados. No caso de Bolsonaro essa taxa é de 50% – queda de 3 pontos percentuais. Veja os índices de rejeição dos possíveis candidatos:

Lula – 41%
Huck – 48%
Bolsonaro – 50%
Doria – 55%
Ciro – 57%
Moro – 60%

O plenário do STF julga nesta quinta (14) se confirma a decisão do ministro Edson Fachin, que anulou as condenações do ex-presidente Lula na operação Lava Jato. Para Fachin, a Justiça do Paraná não poderia ter julgado o ex-presidente. Se a maioria do Supremo concordar com ele, os direitos políticos de Lula ficam mantidos e o petista poderá se candidatar nas eleições de 2022.

Confira aqui a pesquisa completa sobre rejeição e a metodologia utilizada pelo PoderData.