Nome de Alan Rick também entra na disputa por uma vaga no senado

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Candidatura para o debate

O DEPUTADO FEDERAL ALAN RICK (DEM) colocou o seu nome para o debate da disputa do Senado em 2022, em que pese vários nomes já lançados. Alan é um dos parlamentares federais mais fiéis ao governador Gladson Cameli, e um dos que mais tem contribuído para ajudar o atual governo. Não se pode negar também ser um quadro altamente qualificado. Em 2022, apenas uma vaga estará em disputa, o que deve tornar a eleição mais acirrada.

OUTRO LADO
LEITOR manda postagem contestando a qualificação pelo BLOG do professor Mauro Sérgio ser um os melhores secretários. Acusa a gestão de primar pela falta de organização, de ter dirigentes de setores truculentos, conquistas salariais não serem pagas, de interferência indevida nas escolas, entre outras considerações. Feito o registro, porque o BLOG não tem mão única e não é dono da verdade. Fonte não se revela.

MOMENTO BUDISTA
O GOVERNADOR GLADSON teve ontem seu momento budista. Encontrou com a deputada federal Mara Rocha (PSDB) e propôs uma reconciliação. Mara apenas ouviu.

NUNCA APOSTE EM BRIGA
E DEPOIS deste chamego ainda chamou a deputada federal Mara Rocha (PSDB) para posarem numa foto. Digo sempre, nunca creia em briga eterna entre os políticos.

CESÁRIO TEM CHANCE
EM UMA SEMANA o prefeito Tião Bocalon colocou três petistas de DNA em cargos de confiança na prefeitura. Nesta batida, o Cesário Braga pode ganhar um cargo.

NADA CONTRA
O BOCALON tem o direito de escolher quem quiser para trabalhar ao seu lado. Não contesto a capacidade dos escolhidos. Meu comentário é apenas político, porque disse na campanha que não nomearia nenhum petista.

EMENDA PIOR QUE O SONETO
A explicação dada foi uma emenda pior que o soneto. A que os “petistas” vão treinar a nova equipe e depois serão demitidos. Pôs em xeque a capacidade da sua equipe. Tem momento que é bem melhor ficar calado.

A CHAPA ESQUENTOU
A ELEIÇÃO de ontem da AMAC teve momentos tensos entre o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, o governador Gladson e secretariado. A chapa esquentou.

NÃO CONSIGO ENTENDER
NÃO CONSIGO entender o motivo pelo qual o governador não teve ainda uma conversa franca com o Mazinho na busca de uma aliança política. O Mazinho é uma liderança em um dos maiores colégios eleitorais, Sena Madureira.

MDB NÃO TEM UNIDADE
CONHEÇO o MDB por dentro. É um partido que hoje não tem um comando único, como tinha no tempo do Nabor Junior, onde todas as correntes divergiam, mas convergiam para ele. E não venham falar em pluralidade, em democracia, que é conversa para boi dormir.

NÃO ADIANTA
É UMA BOBAGEM se pensar que conversando com o presidente Flaviano Melo (MDB) para o partido entrar no governo, que as coisas estão resolvidas. Mero engano!

LIDERANÇAS FORTES
NENHUMA conversa de aliança do MDB com o governo Gladson avança sem o aval do prefeito Mazinho Serafim, do ex-prefeito Vagner Sales, do senador Márcio Bittar, porque o MDB não tem comando único. E ponto final.

DEPOIS DE 2 ANOS
ATENÇÃO, senhores da prefeitura de Rio Branco, que são responsáveis pela iluminação pública. Depois de 2 anos a Praça do Tropical se encontra no escuro. Denúncia feita a pedido dos moradores. Enviada para o prefeito Bocalon

MINAM UMA GESTÃO
SÃO PEQUENOS fatos que, se não forem corrigidos logo viram uma bola de neve, e minam uma gestão. Não se pode cobrar obras da PMRB, mas pequenas coisas sim.

NÃO HÁ MAIS DESCULPA
A FIOCRUZ E O BUTANTAN já pediram o registro de vacinas na forma emergencial, não há mais motivo para o governo federal dar desculpas e pôr entraves à vacinação.

BOM SINAL
Á UMA afinação inicial entre o prefeito Tião Bocalon e a vice Marfisa Galvão.O pior que pode acontecer a uma gestão são vices desafinados.

NÃO VAZOU
ATÉ ONTEM não tinha vazado o motivo da saída do chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade, nem quem será o seu  substituto. O governador se calou sobre este assunto.

A URNA MILAGROSA
QUANDO SE FALA EM VOTO impresso me lembro de um episódio real acontecido em Marechal Taumaturgo, em 1986. Quando as urnas abriram não teve branco, nulo, e os cerca de 900 votos foram cravados em Flaviano Melo para Governador, Nabor Junior e Aluizio Bezerra para o Senado; Osmir Lima Federal, e Vagner Sales Estadual. Todos do MDB. Os candidatos da oposição não tiveram um voto. Foi usado na ocasião o famoso esquema do “voto-corrente”. Com a urna eletrônica, isso jamais ocorreria. O fato ficou conhecido como “urna milagrosa”.

FRASE MARCANTE
“ALGO só é impossível até que alguém duvide e acabe provando o contrário.” Albert Einstein