Polícia prende quatros pessoas acusadas de espalhar notas falsas em município acreano

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET
O comércio do município de Feijó, localizado na região do Envira e distante 350 quilômetros da Capital Rio Branco, está sofrendo um derrame de notas de R$ 100 e R$ 50 falsas, alertou a Polícia Civil na tarde desta sexta-feira (17). Em menos de oito dias, pelo menos quatro pessoas foram presas na região após a aplicação dos crimes de moedas falsas e de associação criminosa em Feijó. O caso foi comunicado à Polícia Federal, em Rio Branco, a quem cabe investigar os crimes de falsificação de moedas no país.

De acordo com a polícia, mesmo com a prisão das quatro pessoas, cujas identidades não foram reveladas, as notas falsas continuam circulando na cidade e a suspeita é que mais pessoas estejam envolvidas no golpe. A Policia Civil está fazendo uma verdadeira campanha junto à comerciantes locais para que que redobrem os cuidados na hora de transações comerciais com pagamento à vista, principalmente envolvendo cédulas altas como as de R$ 50,00 e as de R$ 100 – as preferidas pelas falsários. Também há indícios de emissão de notas de R$ 20 falsas.

Com as quatro pessoas presas, foram apreendidas pelo menos R$ 3 mil em notas falsas, cujo destino seria o comércio local. A própria polícia admite que as notas falsas são idênticas às verdade. tendo marca d’água e faixa holográfica, disse o delegado de polícia civil da cidade, Railson Fereira. Ele contou com a ajuda da Polícia Militar no município. Ferreira pediu que as pessoas que tenham recebido notas falsas se dirijam à delegacia a partir de segunda-feira (20), para serem ouvidas no inquérito policial, bem como para que tenham seus objetos restituídos.