Rolo compressor do Flamengo pode chegar a 8 títulos em 2021

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Silvio Barsetti

O Flamengo confirmou sua supremacia no Rio ao vencer o Fluminense por 3 a 1, no sábado (22), conquistando o Carioca. Antes, já havia abocanhado o Brasileiro de 2020, que terminou em fevereiro de 2021, a Supercopa e a Taça Guanabara. Ou seja, tudo que disputou. Nesse ritmo, pode chegar ao fim do ano com oito títulos.
Pela frente, terá o Brasileiro – sua estreia será no domingo (30), contra o Palmeiras, no Maracanã – e a Copa do Brasil, na qual enfrentará duas vezes o Coritiba pela terceira fase, em partidas reprogramadas pela CBF para 10 e 16 de junho por causa de jogos da Seleção brasileira.
O Rubro-Negro já faz bonito na Libertadores, em que ocupa a liderança no Grupo G, com vaga garantida para as oitavas de final. A própria imprensa de países vizinhos aponta a equipe de Gabigol, Arrascaeta e & como uma das três grandes forças da competição, ao lado de Palmeiras e River Plate.

Não seria nada surpreendente que o Flamengo vencesse pelo terceiro ano consecutivo o Brasileiro. Tampouco que avançasse até a final da Copa do Brasil e mesmo da Libertadores. Caso ganhe esta disputa, estará classificado para o Mundial de Clubes, em dezembro.

Com um elenco muito forte, de qualidade técnica sem igual no futebol sul-americano, a hipótese de erguer mais troféus nos próximos sete meses é real. Pelos números, vê-se que o Flamengo, hoje, é o maior colecionador de títulos do Brasil.